|                                                                                    
Santa Rita de Minas
27/ago/2017
HOMEM E MORTO A TIROS POR CONTA DE VAGA DE ESTACIONAR NA RUA EM SANTA RITA DE MINAS

Márcio Soares Elias, de 41 anos, foi assassinado com pelo menos seis tiros à queima roupa neste domingo (27/08). A vítima foi morta em frente à casa onde ela morava, na Rua Messias Cassiano, no bairro Caparaó, em Santa Rita de Minas.

 

O suspeito do crime é o vizinho da vítima, José Raimundo Lopes, de 63 anos, conhecido pelo apelido de “Zé Rolinha”, que está foragido. A Polícia Militar informou que o assassinato ocorreu por volta das 12h30 e foi motivado após uma briga por vaga de estacionamento na rua. “Houve uma desavença entre vizinhos, o senhor Márcio Soares e o senhor José Raimundo. Seu José Raimundo, de posse de uma arma de fogo, ele desferiu alguns tiros à queima roupa contra a pessoa de Márcio Soares. A princípio, são de seis a sete disparos de arma de fogo. Pelo o que foi apurado essa arma foi carregada por algumas vezes, trata-se, provalmente, de uma garrucha calibre 38.

 

A polícia agora segue em rastreamento, sendo apurado pela própria família, inclusive, que foi uma confusão por causa de uma vaga de veículo que atrapalhava o outro entrar na garagem e isso já vinha se arrastando há anos. Mas a polícia não tinha conhecimento dessa desavença entre os dois e na data de hoje houve esse desfecho trágico”, relatou sargento Júnior.

 

Os policiais militares isolaram e resguardaram o local até a chegada da perícia técnica da Polícia Civil. A perita Fernanda periciou a cena do crime e recolheu seis cápsulas deflagradas de calibre 38 que estavam espalhadas próximas ao corpo da vítima. A perícia constatou que os disparos acertaram o abdômen, a face, o peito e o braço esquerdo da vítima.

 

Márcio Soares trabalhava como motorista da Prefeitura de Santa Rita e deixou dois filhos. Bastante abalada, Andreia Lopes, ex-esposa da vítima, conversou com o jornalismo e pediu por justiça. Segundo ela, o suspeito e a vítima sempre tiveram desavenças por causa de vaga de estacionamento na rua.

 

“Ele não podia pôr o carro aqui, que ele [vizinho] chegava e queria mandar na rua. A rua tinha de ser toda para ele. Aí, eles já tiveram muitas brigas e eu sempre o puxava e falava: entra e larga esse homem para um lado. Vivi com ele 20 anos, separei há uns seis meses e recebi essa triste notícia. Eu quero justiça! Não pode ficar assim! Ele era um marido exemplar e um ótimo pai”, disse Andreia. Quem tiver qualquer informação que leve ao paradeiro do suspeito pode ligar para a PM, via 190.

 

O suspeito do crime esta foragido                                         informações:portal TV super canal

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE